Curso On-line

MINUTO ESCOLA | Nos anos de 2016, 2018 e 2019 realizamos um curso de formação para professores da rede municipal de São Paulo. Anualmente foram abertas 200 vagas (sempre esgotadas em 24h), sendo 4 turmas de 50 alunos distribuídas nas quatro regiões da cidade: Norte, Sul, Leste e Oeste.

 O CELULAR E A ABSTRAÇÃO | Nos três anos de curso, houve uma mudança de comportamento dos professores com relação aos equipamentos usados. Em 2016, a grande maioria vinha para as aulas presenciais com seus pesados laptops, em 2018, todos fizeram o curso utilizando somente seus celulares e em 2019 os celulares vinham acompanhados de aplicativos muito intuitivos e fáceis de usar. Isso facilitou muito a dinâmica do curso, pois não tínhamos mais que gastar um tempo precioso ensinando-os a usarem as funcionalidades básicas dos aplicativos de animação e edição. Muitos deles já vinham para a aula minimamente familiarizados com a “linha do tempo” de seus aplicativos.

Esse fato nos obrigou a reformular o curso, e a partir de 2020, focaremos a discussão na espinha dorsal do audiovisual: a edição.

Ao dedicar mais tempo aos conceitos de edição, corte e elipse no audiovisual, pretendemos estimular a capacidade de abstração dos educadores.

Slide-1-v02

slide2

O EDUCADOR COMO MEDIADOR | Independente do conhecimento técnico, o professor deve priorizar o papel de mediador de ideias e formas para execução do vídeo-minuto. Os celulares e aplicativos já fornecem uma excelente base tecnológica para a execução técnica do vídeo. O foco deve ser introduzir o tema e estimular os estudantes a estudarem, em nossa plataforma, os conceitos de edição ou de como as diversas unidades de tempo e espaço podem se encontrar, criando narrativas surpreendentes, procurando sempre provocar o uso do raciocínio abstrato.

O educador audiovisual deve ter em mente a mesma preocupação de todo educador no contemporâneo, seja de que área for: menos conhecimento enciclopédico e mais conexão entre fatos e dados.